FacebookYouTubeInstagram

​​​​​​​​​​​​​​ Cirurgia Laparoscópica em Urologia


Laparoscopia é um procedimento cirúrgico minimamente invasivo realizado sob efeito de anestesia. É um método consagrado e amplamente utilizada em  diversas cirurgias urológicas.

​​​​​​​Técnica/procedimento:

O primeiro passo para a realização de uma laparoscopia é a criação de um espaço para o trabalho com a confecção do pneumoperitônio (gás na cavidade peritoneal), geralmente pela punção com agulha de Veress (usualmente no umbigo ou no ponto de Palmer em hipocôndrio esquerdo) e insuflação de gás não comburente como o dióxido de carbono.
A seguir, um trocater é utilizado para criar um ou mais portais através dos quais o cirurgião pode utilizar ópticas, pinças, grampeadores, aspiradores ou mais instrumentos necessários a realização do ato cirúrgico.
Uma vez concluído o procedimento o gás na cavidade é esvaziado, os trocateres retirados e os portais fechados pela sutura da aponeurose da parede abdominal e a pele.

Entre em contato

Quer saber mais?

Dr Anacleto Resende

Cirurgias em Urologia

​​​​​​​​​​​​​​ Cirurgia Robótica em Urologia


Cirurgias robóticas ou cirurgias robô-assistidas é um tipo de cirurgia onde o médico manipula um robô, que faz as incisões e ressecções, através de um console joystick.  As pinças (braços) do robô são introduzidas por tracateres que são posicionados pela técnica laparoscópica após a confecção do pneumoperitônio.
​​​​​​​
​​​​​​​Vantagens e Desvantagens:
Algumas das vantagens da cirurgia robótica são precisão, redução das incisões, diminuição da perda de sangue e diminuição do tempo de cura e cicatrização. Além disso o robô normalmente permite uma melhor manipulação e uma magnificação dos movimentos tridimensionalmente, melhorando a ergonomia. Também é reportado uma diminuição da dor, redução da necessidade de transfusão de sangue e do uso de medicamentos analgésicos.

Veja as certificações para a realização de ​​​​​​​Cirurgia Robótica